A consultoria EY abriu inscrições para mais uma edição do Programa Winning Women Brasil, iniciativa para ajudar empreendedoras a crescerem e alavancarem seus negócios.
A consultoria EY abriu inscrições para mais uma edição do Programa Winning Women Brasil, iniciativa para ajudar empreendedoras a crescerem e alavancarem seus negócios.

Programa ajuda empreendedoras a crescerem e alavancarem seus negócios

As mulheres empreendedoras que queiram alavancar seus negócios tem uma ótima oportunidade já neste início de ano.

Estão abertas, desde o dia 13/01 as inscrições para o Programa Winning Women Brasil 2016, organizado pela consultoria EY.

O programa,  criado nos Estados Unidos, para incentivar mulheres a fazerem seus negócios crescerem, já existe no Brasil a três anos e estará dando início a formação de um novo grupo para o período de 2016.

Segundo Andrea Weichert, sócia de impostos e líder dos programas de liderança feminina da Ernst & Young, “O objetivo básico é alavancar junto com essas mulheres os seus próprios negócios”.

Para participar do Programa Winning Women Brasil 2016, as mulheres empreendedoras devem preencher alguns requisitos, como ser CEO fundadora da empresa, possuir no mínimo 51% de participação, estar preferencialmente em setores que as mulheres têm mais dificuldade para expandir seus negócios e faturar acima de R$ 3 milhões.

Segundo Flavia Albo, gerente sênior de consultoria EY, “A gente não seleciona empreendedoras muito pequenas porque existe um potencial maior da nossa ajuda nas empresas que faturam acima de R$ 3 milhões”.

Como funciona o Programa Winning Women

As empreendedoras selecionadas participam durante um ano de atividades como treinamento e mentorias. Depois de selecionada, a empreendedora passa por uma reunião para descobrir seus principais desafios e faz reuniões mensais com as conselheiras e com a equipe voluntária da EY, com o objetivo de pensar em ações e rever os planos.

Já participaram do programa Winning Women, empresárias de destaque como Lucy Onodera, do Grupo Onodera, Beatriz Cricci, da Br Goods, Karina Diniz, da Drogaria Iguatemi, e Alcione de Albanesi, da FLC – Fortune Light Company, fizeram parte da turma.

Uma equipe de primeira linha

Entre as mentoras estão grandes empresárias, como Luiza Helena Trajano, da rede Magazine Luiza, Gabriela Baumgart, da Center Norte S/A, Sonia Hess, da Restoque, Fernanda de Lima, da Gradual Investimentos, e Cristina Franco, presidente da ABF – Associação Brasileira de Franchising.

Segundo Andrea, a consultoria ainda não tem dados para analisar o impacto do programa nas empresas, mas a mudança é nítida. “Conseguimos perceber claramente o aprendizado que essas mulheres tiveram. Temos empreendedoras que alavancaram seus negócios e as conselheiras também cresceram neste processo”, diz.

Para Beatriz Cricci, da Br Goods, empresa que fornece produtos para as áreas hospitalar e hoteleira, o programa foi um divisor de águas na sua empresa. “O programa é maravilhoso, muito bacana. Além de melhorar sua autoconfiança, elas mostram o melhor caminho para o sucesso do seu negócio. Às vezes, a empresa começa pequenininha e a gente nem percebe que ela está crescendo e algumas coisas devem mudar. As mentorias trazem maturidade para o negócio e um conhecimento de qualidade. Eu sinto que a minha empresa está em outra fase depois do programa”, afirma.

As inscrições para o programa ocorrem de 13 de janeiro a 20 de fevereiro pelo site da EY clicando aqui. Para a nova turma, a consultoria espera selecionar até oito mulheres. Mantenha-se atualizada sobre esse e outros programas de desenvolvimento empresarial para mulheres, assinando nosso Boletim Informativo.

0.00 avg. rating (0% score) - 0 votes

DEIXE UMA RESPOSTA