A importância do bem estar para desenvolver um bom trabalho

A importância do bem estar para desenvolver um bom trabalho

Há muito tempo a questão da importância do bem estar para desenvolver um bom trabalho é discutida por pesquisadores em todo o mundo.

O tema da motivação, satisfação e insatisfação no trabalho têm sido alvo de estudos e pesquisas de teóricos das mais variadas correntes do século XX.

Saber o que motiva, o que satisfaz o trabalhador, descobrir o procedimento adotado com relação a ele, para que melhore seu desempenho profissional e por conseguinte, o desempenho organizacional foi um desejo perseguido pelos gerentes desde o processo industrial até os dias de hoje.

Afinal, podemos caracterizá-la como um estudo científico?  Bom, vamos ver o que alguns teóricos falam sobre o assunto.

O que motiva as pessoas a se empenharem no trabalho?

O que as pessoas querem do trabalho? Por que nas empresas tem profissionais que estão permanentemente satisfeitos e outros, não? Essa é uma questão difícil de responder, não é mesmo?

A partir de questionamentos como esse que muitas teorias relacionadas à motivação foram desenvolvidas por estudiosos como Taylor, considerado o pai da administração científica,  Mayo, Abraham Maslow e Frederick Herzeberg.

Em suas pesquisas, Taylor foi um dos primeiros a se interessar pelo estudo sobre motivação. Desde os primeiros estudos da administração, os gestores mostraram-se preocupados em motivar funcionários, ele acreditava que os trabalhadores podiam ser motivados por uma necessidade de conjuntos relativamente simples, principalmente por dinheiro.

Ao analisarmos os textos publicados por Taylor sobre motivação, chegamos a conclusão de que suas premissas não eram nada humanistas.

Ele desenvolveu um conceito de homem econômico, no qual ele considerava que a mão de obra era indolente, incapaz e deviam ser “empurrados” ao trabalho, para ele, os trabalhadores eram motivados por causa externa, levando em conta a abordagem taylorista de que a felicidade estava ligada a posse de bens materiais.

Uma visão mais humanista do trabalho

Bom, é fácil concluir que Taylor foi criticado pelo humanistas, tendo sido o principal deles Elton Mayo, que em sua pesquisa de Hawthorne com o grupo experimental queria descobrir como as alterações nas instalações físicas e nas rotinas de trabalho podiam influenciar a produtividade.

Terminou descobrindo que a organização informal exercia o poder de estabelecer quanto e como deviam ser produzido. Destacou de que forma os relacionamentos dentro de um grupo de trabalho e o relacionamento entre o chefe e o subordinado podiam afetar o comportamento do trabalho.

Outro teórico que desenvolveu estudos nessa área, foi Abraham Maslow. Este, desenvolveu uma pesquisa baseada numa hierarquia de necessidades.

A Hierarquia de Necessidades de Maslow, também conhecida como pirâmide de Maslow, é uma divisão hierárquica proposta por Abraham Maslow, em que as necessidades de nível mais baixo devem ser satisfeitas antes das necessidades de nível mais alto. Cada um tem de “escalar” uma hierarquia de necessidades para atingir a sua auto realização.

Embora a teoria de Maslow tenha sido considerada uma melhoria em face das anteriores teorias da personalidade e da motivação, ela tem seus detratores. A principal delas é que é possível uma pessoa estar auto-realizada, e não conseguir, contudo, uma total satisfação de suas necessidade fisiológicas.

Podemos ver que motivação é um estudo que vem desde o final do século XIX e que ainda é bastante atual. Com as mudanças que a sociedade vem passando em suas relações de trabalho, como por exemplo o trabalho remoto em home office, essa questão fica cada vez mais complexa. Leia o artigo Como Se Manter Motivada Trabalhando em Casa.

É preciso refletir sobre essas necessidades e fazer uma autoavaliação e procurar saber em que posição cada uma delas se encontra no seu ambiente de trabalho e principalmente, fazer aquilo que gosta.

A discussão sobre a importância do bem estar para desenvolver um bom trabalho é apaixonante e certamente contribui para a melhoria das relações de trabalho nas empresas. Mantenha-se atualizada assinando a nossa Newsletter.

A importância do bem estar para desenvolver um bom trabalho
5 (100%) 1 vote